Pelourinho de Podentes

Monumento classificado.

Em estilo manuelino, com fuste de mármore, provavelmente reaproveitado de mais emblemáticos da freguesia e está mesmo classificado como Monumento Nacional.
O seu fuste de mármore, que se eleva da base de quatro degraus, é o maior fuste de um só bloco, datável da época romana, encontrado em Portugal. Já o capitel tem uma forma cúbica, ostentando nas suas faces a cruz de Cristo, a esfera armilar, e dois escudos já gastos, um dos quais, esquartelado, dos Sousas de Arronches, que eram donos da vila na Idade Média.

 

 

Igreja Matriz de Podentes 

 


A Igreja Matriz de Podentes é o monumento mais antigo da freguesia e conserva uma história de largos séculos – mesmo que o seu aspecto actual seja resultado de grandes obras de remodelação efectuadas no século XIX.A Igreja Matriz remonta a 1272 ou 1274. E os registos históricos de 1320 indicam que tinha a invocação de “Santa Maria” e pertencia ao arcediago de Penela. É um monumento com linhas exteriores simples e direitas, destacando-se a alta torre dos sinos (composta por dois sinos de bronze). O seu interior é composto por uma só nave, com uma capela única na cabeceira. sendo o altar-mor oitocentista.Encontram-se ainda duas capelas nas laterais. À esquerda, a do Santíssimo Sacramento, que remonta ao século XVII, com o arco de entrada de estrutura desenvolvida, de vão entre pilastras caneladas de tipo maneirista. À direita, a da Senhora do Rosário, coberta por uma cúpula de pedra quinhentista – sendo que no retábulo foi incluída uma imagem da Senhora de pedra de Ançã da época manuelina.No templo, existia ainda uma imagem da Virgem Trecentista, da oficina de mestre Pêro, que se agora se encontra exposta no Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra.

 

 

 Virgem Trecentista - Em exposição no Museu Machado de Castro

 

Freguesia de Podentes © 2014
United Kingdom gambling site click here